segunda-feira, 24 de junho de 2019

Copa dos Campeões das Ligas do Interior - 2014

Por José Henrique Martins, 24 de junho de 2019


A Copa dos Campeões das Ligas do Interior foi uma competição de caráter semi-amadora disputada entre 1994 até 2002 e também no ano de 2014, onde em 1999, 2000, 2001 e 2002 o campeão ganharia como prêmio máximo a profissionalização e seria inserido no estadual da 2ª divisão do ano posterior, sendo assim considerada como uma 3ª divisão do Campeonato Pernambucano.

Vamos então migrar para o ano de 2014, onde tivemos a última edição deste campeonato. E assim como em suas edições passada e como o nome já diz, o campeonato reunia os clubes amadores campeões das ligas filiadas da FPF-PE, sendo assim em 2014 esses foram os clubes participantes:


A competição a principio contaria com 13 clubes, porém o time do Espartanos da cidade de Alagoinha (que seria o representante da cidade de Pesqueira) desistiu pouco tempo antes da competição.

A competição terminou com o time do Atlético Clube Milan de Toritama sendo o grande campeão e o vice campeonato ficou com o Independente FC da cidade de Camutanga, que na competição representou Timbaúba, por se filiado a Liga Timbaubense na época.

Confira a tabela:
A partida final foi realizada no Estádio Municipal da cidade de Ferreiros, onde o placar final foi de Independente FC 2x1 Milan, forçando a partida para ser decidida nas penalidades onde o placar foi de Independente 6x7 Milan, tornando o Milan de Toritama/Surubim o Campeão desta que foi a última edição da 3ª divisão do campeonato pernambucano.

Milan, Campeão da Copa dos Campeões das Ligas do Interior de 2014 - Foto: FPF-PE
Fontes: FPF-PE (SlideShare), Toritama Informa, O Jornal de Toritama

domingo, 9 de junho de 2019

Campeonato Pernambucano da 2ª divisão de 1918, a primeira edição!

Por Henrique Martins, 09 de junho de 2019



Em pouco mais de dois anos de pesquisas, eu sempre estive com um pé atrás sobre a primeira edição do campeonato pernambucano de 1977, quanto a veracidade de ser de fato a primeira edição da competição, vamos aos fatos:

  • Em 1977 a então segunda divisão foi disputada com  os clubes amadores do interior que por ventura poderiam reunir condições de disputar uma 1ª divisão no ano seguinte, porém seu campeão (o time do Maguary de Bonito) nunca chegou a disputar um jogo na elite estadual.

  • Em 1972 tivemos o campeonato pernambucano de amadores onde tivemos a participação de 06 clubes onde 02 eram de Recife (Caxangá AC e Expressinho FC) e os 04 restantes eram de cidades do interior (AFASA de Igarassu, Santa Cruz do Carpina, Locomoção de Jaboatão  e Central de Barreiros) o campeão dessa edição foi o Central de Barreiros, porém o time também não chegou na elite estadual em anos posteriores.

  • Mergulhando agora no início do profissionalismo no ano de 1939 o campeonato pernambucano daquele ano tinha a participação de 10 clubes (todos de Recife) e com isso a federação dividiu os 10 clubes em 02 divisões, a Azul (1ª divisão) e a Branca (2ª divisão), na divisão azul estavam presentes América, Náutico, Santa Cruz, Sport Recife e Tramways enquanto que na divisão branca estavam Flamengo, Globo, Great Western, Íris e Torre. O campeão dessa divisão branca foi o time do Torre, que no ano seguinte estava na 1ª divisão junto com Flamengo e Great Western.

E por fim mergulhando de vez no amadorismo e primórdios do futebol pernambucano, chegamos no ano de 1918, onde depois de verificar em três jornais da época pude constar que em 1918 foi disputado uma competição com 05 clubes (todos de Recife) e nesses três jornais essa competição era denominada de Campeonato da Segunda Divisão, vejam este recorte:


Classificação da 2ª divisão de 1918 - Jornal Pequeno
Esses eram os participantes:



O título dessa competição é uma incógnita, porém a taça deve ter ficado entre o Centro Sportivo do Peres e Varzeano Foot-Ball Club, pois em 1919, os 02 clubes estavam presentes na 1ª divisão, e sem contar que tiveram a melhor campanha.

Uma observação é que a 2ª divisão era descrita como o campeonato dos clubes filiados mais fracos da Liga Pernambucana de Desportos Terrestres.



Outra observação é de que nesta 2ª divisão participaram o Peres e o Casa Forte, clubes que fizeram campanhas desastrosas na 1ª divisão de 1915, 16 e 17, indicando um possível rebaixamento ou eliminação para a 2ª divisão de 1918.


--------------------------------X-------------------------------------

Fontes: Biblioteca Nacional Digital Brasil.

Escudos dos clubes redesenhados por Sergio Mello do Blog a História do Futebol

Caso os links não abram, copie e cole na barra de pesquisas de seu navegador.

segunda-feira, 27 de maio de 2019

Dossiê dos antigos clubes do Recife (Parte 01)

Por Henrique Martins, 27 de maio de 2019

Ficha do Clube
Nome
Colligação Sportiva Recifense
Fundação
Década de 1910
Localização
Recife - Capital
Status
Extinto

Histórico
Participou do Campeonato Pernambucano no ano de 1915.

Ficha do Clube
Nome
Atheniense Football Club
Fundação
03 de dezembro de 1922
Localização
Recife - Capital
Status
Extinto
Histórico
Participou do Campeonato Pernambucano no ano de 1933.

Ficha do Clube
Nome
Associação Atlética Arruda
Fundação
20 de abril de 1928
Localização
Recife - Capital
Status
Extinto

Histórico
Participou do Campeonato Pernambucano no ano de 1931.

Ficha do Clube
Nome
Centro Sportivo Pernambucano
Fundação
24 de janeiro de 1925
Localização
Recife - Capital
Status
Extinto

Histórico
Participou do Campeonato Pernambucano no ano de 1926.

Ficha do Clube
Nome
Tuyuty Football Club
Fundação
24 de maio de 1921
Localização
Recife - Capital
Status
Extinto

Histórico
Participou do Campeonato Pernambucano no ano de 1931.

Fontes: Futebol Nacional, e A História do Futebol;

Escudos do Tuyuty, C.S.P, Arruda e Atheniense foram redesenhados por Sérgio Mello do site A História do Futebol;

Escudo do Colligação foi redesenhado por Renato Zaraskys.

domingo, 26 de maio de 2019

Sesiano Clube de Escada

Por Henrique Martins, 26 de maio de 2019




Ficha do Clube
Nome
Sesiano Clube de Escada
Fundação
Década de 1950 (carece de confirmação)
Localização
Escada - Zona da Mata
Mascote
---
Status
Extinto
Competição
Não disputa mais competições

O Clube



O Sesiano Clube de Escada foi um clube de futebol que esteve em atividade durante os anos 50 e 60 na cidade de Escada, na Zona da Mata de Pernambuco.Não conseguimos encontrar com precisão a sua data de fundação, porém sua primeira menção em registros jornalísticos se trata de meados da década de 1950, 1953 para ser mais exato.

Durante as décadas de 50 e 60 o clube esteve presente em várias edições do campeonato municipal da L.D.E. (Liga Desportiva de Escada), onde mantinha o status de "O mais querido" e realizava verdadeiros clássicos contra o Pirapama Futebol Clube e o Bonfim Futebol Clube.


Como o próprio nome diz o clube fazia parte do Serviço Social da Industria, o SESI na cidade de Escada, porém com o SESI estava presente em várias cidades de Pernambuco, cada cidade tinha o seu Sesiano Clube, como por exemplo em Olinda, Cabo de Santo Agostinho, Ribeirão, Caruaru, Jaboatão dos Guararapes e outras cidades.

Voltando para o Sesiano de Escada, o clube tinha sua sede na Unidade Dr. Luiz Dias Lins, o SESI da cidade e mandava seus jogos no Estádio Luiz Dias Lins, que também fica no SESI, o clube também participou diretamente da criação da Liga Desportiva de Escada.

O time do Sesiano em seus tempos de atividade no campo, chegou a conquistar o torneio Adonias Moura em 1960, e seu maior feito foi representar a cidade de Escada na 1ª edição da Taça Pernambuco no ano de 1962.

Time do Sesiano em 1960, Foto: Diário de Pernambuco
A campanha não foi boa, pois foi eliminado logo na 1ª fase ao perder para o time do Rio Una em duas partidas Sesiano 1x3 Rio Una e Rio Una 4x0 Sesiano.

Sesiano em 1961, Foto: Diário de Pernambuco
A última menção do Sesiano Clube de Escada gravado em registros jornalísticos foi no começo da década de 1970, dando a entender que o clube não se aventurou mais no futebol.

Algumas Curiosidades:
  1. Em alguns blogs o clube é mencionado como o tricolor de Escada, porém em vários registros em jornais informaram que o clube era Alvirrubro;
  1. O Sesiano Clube de Escada não atuava apenas no futebol de campo, mais também no Voleibol, Basquete e Futsal.

Fontes: Biblioteca Nacional Digital, Periódico Diário de Pernambuco, 1950-1959, 1960-1969 e 1970-1979;
Agradecimentos: Sérgio Mello do Site A História do Futebol, por ter ajudado muito com toda a pesquisa do Clube e principalmente por ter fornecido o escudo redesenhado do Sesiano Clube de Escada.

quinta-feira, 23 de maio de 2019

Campeonato Pernambucano de 1939 - divisão azul e divisão branca

Por Henrique Martins, 23 de maio de 2019

FPD - Federação Pernambucana de Desportos

No ano de 1939, o campeonato pernambucano estava se dirigindo para a 25ª edição, e neste ano em especifico, foi organizado pela Federação Pernambucana de Desportos (FPD – antiga FPF) em duas competições distintas, a divisão Azul e a divisão Branca.


A Divisão Azul era considerada a competição principal, e equivaleu como o campeonato estadual da 1ª divisão de 1939, enquanto que a divisão branca ficou valendo como uma 2ª divisão do ano de 1939, confiram como ficou cada divisão no ano de 1939.


Neste ano de 1939, o campeão da divisão Azul (divisão principal), foi o Clube Náutico Capibaribe, já na divisão Branca (2ª divisão) o título ficou o Torre Sport Club.

Fontes: Blog a História do Futebol, Futebol Nacional, RSSSF Brasil

Escudos de América, Tramways, Globo, Great Western, Íris foram redesenhados por Sérgio Mello do Blog a História do Futebol;
Escudos do Santa Cruz e Torre foram redesenhados por Renato Zaraskys;

Escudos de Náutico, Sport e Flamengo, foram encontrados pela internet.

quinta-feira, 16 de maio de 2019

Gameleira Esporte Clube

Por Henrique Martins, 16 de maio de 2019


Ficha do Clube
Nome
Gameleira Esporte Clube
Fundação
23 de maio de 1955
Localização
Gameleira - Zona da Mata
Mascote
---
Status
Amador
Competição
Competições e amistosos pela região

O Clube

O Gameleira Esporte Clube, é um time de futebol que está sediado na cidade de Gameleira, na Zona da Mata Sul Pernambucana, o clube foi fundado em 23 de maio de 1955.

Em toda sua longa história o clube sempre esteve presente no cenário amador do futebol estadual, disputando competições e amistosos regionais contra clubes de cidades vizinhas. Entretanto o clube teve uma única aventura no cenário de competições oficiais do futebol pernambucano, foi na antiga Copa Intermunicipal de Clubes que era considerada a 3ª divisão de Pernambuco, pois o campeão ganhava como prêmio a profissionalização sem precisar as taxas de filiação.

Na competição do ano 2000 (nos mesmos moldes da Copa do Brasil), o time do Gameleira enfrentou outro clube amador de tradição, o Leão XIII de Catende, e após dois empates em 2x2, o alvirrubro Gameleirense venceu nos Pênaltis por 5x3, na fase seguinte, o clube enfrentou o forte time do Barcelona de Igarassu, e mais um vez passou de fase ao empatar em 2x2 e vencer por 3x1, com isso o clube chega nas semifinais para enfrentar o então favorito da competição, o Ferroviário do Cabo e em placares de 0x1 e 1x1 o time do Ferroviário do Cabo Eliminou o Gameleira e com isso encerrou sua única participação no cenário pernambucano.

O clube então retornou as competições amadoras e Amistosos locais.

Foto do Clube

Time em 2017, Foto: Facebook do Clube

Fontes: Facebook do Clube, Futebol Nacional, Rsssf Brasil, A História do Futebol
Escudo redesenhado por Sérgio Mello do Site A História do Futebol

quarta-feira, 1 de maio de 2019

Estudantes Sport Clube

Por Henrique Martins
01 de maio de 2019



Ficha do Clube
Nome
Estudantes Sport Club
Fundação
01 de maio de 1958
Localização
Timbaúba - Zona da Mata
Mascote
Carneiro
Status
Licenciado
Competição
Não disputa competições atualmente


O Clube

ÉPOCA AMADORA

O Estudantes Sport Clube é um time de futebol que está sediado na cidade de Timbaúba na Zona da Mata Pernambucana.

O clube foi fundado em 1958 e até o final da década de 1980 o clube sempre esteve presente em de competições amadoras, e tinha como seu grande adversário o JET (Juventude Esportiva Timbaubense), mobilizando boa parte da cidade de Timbaúba, nos dias do clássico local. O JET, aliás, deixou de existir após a profissionalização do Estudantes.


A primeira participação do Estudantes em uma competição estadual foi em 1965 quando o Carneiro da Zona da Mata disputou a 3ª edição da Taça Pernambuco, e o clube estreou na competição contra o forte time do Central de Barreiros, um dos clubes copeiros nas décadas de 60 e 70, e estes foram os resultados da competição que era disputada em caráter eliminatório:


Jogo de Ida

Estudantes 4x3 Central Barreiros - Ferreira Lima
Jogo de Volta
Central Barreiros 4x0 Estudantes - Luiz Brito de Melo

Com esse resultado na volta o Estudantes foi eliminado, retornando para outra competição estadual em 1968 quando disputou o Campeonato Pernambucano de Amadores, competição que reunia os campeões municipais, nos mesmos moldes da Taça Pernambuco, porém desta vez em pontos corridos, confira os resultados do Estudantes que ficou no Grupo C:


Locomoção EC - Jaboatão dos Guararapes

Elmo EC - Jaboatão dos Guararapes
São Paulo FC - Igarassu
JET - Timbaúba
Estudantes - Timbaúba

JET 2x1 Estudantes - Ferreira Lima

Estudantes 0x0 Elmo - Ferreira Lima
Estudantes 2x2 Locomoção - Ferreira Lima
São Paulo 1x4 Estudantes - Municipal de Igarassu

E mesmo com uma boa campanha o Estudantes não passou de fase, pois apenas o campeão avançaria para o Triangular final da competição, depois das participações do Estudantes na década de 1960, o clube só voltaria a disputar outra competição estadual no ano de 1973, na Copa do Interior Interclubes, quando o time caiu no grupo junto com:


Botafogo do Barro - Recife

Palmeiras - Paudalho
Estrada Nova - Jaboatão dos Guararapes
Santa Cruz - Carpina

E esse foram os resultados encontrados do Estudantes na competição:


1º turno

Estudantes 3x1 Botafogo
Estudantes 2x2 Estrada Nova
Santa Cruz 2x2 Estudantes
Estudantes   x   Palmeiras - Sem dados disponíveis

2º Turno

Botafogo 2x3 Estudantes
Estrada Nova  x  Estudantes - Sem dados disponíveis
Estudantes  x  Santa Cruz - Sem dados disponíveis
Palmeiras  x  Estudantes - Sem dados disponíveis


Time do Estudantes na década de 70 - Foto: Diário de Pernambuco


Mais uma vez, o time não avançou de faze, pois apenas o campeão do grupo se classificava para a fase final. Tendo finalizado sua participação  Estudantes de Timbaúba retornaria apenas no ano de 1981 na mesma Copa do Interior Interclubes e este foi o grupo em que o Carneiro da Zona da Mata ficou:


Colorado - Limoeiro
Sport Surubim - Surubim
Associação - Gravatá
Alvorada - Carpina
Caruaru - Caruaru

Estudantes  1x5  Colorado
Sport Surubim  1x1  Estudantes
Estudantes  0x1  Associação
Alvorada  3x1  Estudantes
Estudantes 1x1 Caruaru

A campanha foi fraca e o clube acabou eliminado logo na primeiras fase, e apos a competição o clube voltou totalmente suas atenções para o campeonato municipal de Timbaúba, onde conquistou vários títulos.
Time do Estudantes na década de 80 - Foto: José Mário Chaves Peixoto (Facebook)


ÉPOCA PROFISSIONAL

No ano de 1989 o clube conseguiu alcançar o sonho da profissionalização, algo que o clube tentou desde 1966, porém a falta de apoios e patrocínios sempre impedia que fosse alcançado.


O clube começou a disputar campeonatos profissionais em 1989, tornando-se na primeira instituição profissional de futebol do município, estreando na Série A1 do Pernambucano, confiram o vídeo abaixo:


Em 1990, após uma boa campanha no estadual, garantiu uma vaga na Série C do Brasileiro do mesmo ano, ficando em 11° lugar no geral. A estreia nesta competição foi contra o América de Recife, em 30 de setembro, saindo vencedor por 1 a 0. Depois jogou contra o Campinense (14/09), empate por 1 a 1, América de Natal (21/10), perdendo o jogo, e (28/10) CSA em Alagoas, saindo vitorioso 2 a 1. Mesmo ficando na segunda colocação do Grupo B não conseguiu avançar, pois só o primeiro colocado tinha classificação garantida.

Em 1991 disputou o Brasileiro da Série B, quando ficou em 37°, na frente de clubes como Juventude e América/MG. Os jogos foram: 1x0 e 0x0 CSA; 1x1 e 0x0 Central; 0x2 e 1x3 Santa Cruz-PE; 1x3 e 1x0 Auto Esporte-PB; 1x0 e 1x1 America-PE; 2x1 e 0x2 Treze-PB; 1x1 e 1x2 CRB. Ficou na 5ª colocação do grupo - só os dois primeiros avançavam de fase.

Permaneceu na Série A do Campeonato Pernambucano até o ano de 1995, quando foi rebaixado para a Série B juntamente com o Destilaria. A partir daí o clube iniciou um período de ostracismo em sua história, se licenciando pela falta de verbas e só retornando 10 anos depois. Em 2005, conseguiu o mais importante título da sua história. Foi campeão da Série A2 do Pernambucano ao bater o Salgueiro, no Estádio Ferreira Lima, em Timbaúba, por 2 x 0, sendo esta conquista a primeira e única na história do clube.

Confira a cronologia do time do Estudantes nos campeonatos profissionais de 1989 a  2006.

1989 - Pernambucano 1ª divisão
Estudantes - 20 jogos com 08 vitórias, 05 empates e 07 derrotas, marcando 24 gols e sofrendo 19 gerando assim um saldo de 5 positivo e a 5ª colocação geral.

Estudantes em 1989 - Foto Timbaúba Agora

1990 - Pernambucano 1ª divisão
Estudantes - 28 jogos com 06 vitórias, 05 empates e 17 derrotas, marcando 19 gols e sofrendo 55 gerando assim um saldo de 36 negativo e a 8ª colocação geral de 12 participantes.

1990 - Brasileirão 2ª divisão
Estudantes - 04 jogos com 02 vitórias, 01 empates e 01 derrotas, marcando 04 gols e sofrendo 03 gerando assim um saldo de 01 positivo e a 11ª colocação geral de 30 participantes.

1991 - Pernambucano 1ª divisão
Estudantes - 12 jogos com 01 vitórias, 00 empates e 11 derrotas, marcando 07 gols e sofrendo 35 gerando assim um saldo de 28 negativo e a 11ª colocação geral de 13 participantes.

1991 - Brasileirão 2ª divisão
Estudantes - 14 jogos com 04 vitórias, 05 empates e 05 derrotas, marcando 11 gols e sofrendo 16 gerando assim um saldo de 05 negativo e a 37ª colocação geral de 64 participantes.

1992 - Pernambucano 1ª divisão
Estudantes - 12 jogos com 01 vitórias, 03 empates e 08 derrotas, marcando 05 gols e sofrendo 21 gerando assim um saldo de 16 negativo e a 6ª colocação geral de 14 participantes.

1993 - Pernambucano 1ª divisão
Estudantes - 18 jogos com 00 vitórias, 03 empates e 15 derrotas, marcando 15 gols e sofrendo 59 gerando assim um saldo de 44 negativo e a 7ª colocação geral de 13 clubes.

1994 - Pernambucano 1ª divisão
Estudantes - 16 jogos com 02 vitórias, 01 empates e 13 derrotas, marcando 10 gols e sofrendo 49 gerando assim um saldo de 39 negativo e a 10ª colocação geral de 13 participantes.

1995 - Pernambucano 1ª divisão
Estudantes - 36 jogos com 03 vitórias, 06 empates e 27 derrotas, marcando 20 gols e sofrendo 105 gerando assim um saldo de 85 negativo e a 10ª colocação geral de 10 participantes, sendo rebaixado para a segunda divisão de 1996.

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e pessoas em pé

Resultado de imagem para Estudantes Sport Club de Timbaúba
Uniforme utilizado pelo clube entre 1989 e 1995
1996 - Pernambucano 2ª divisão
Em nossas pesquisas não conseguimos encontrar registros sobre a segunda divisão pernambucana do ano de 1996.

2005 - Pernambucano 2ª divisão
Estudantes - 19 jogos com 11 vitórias, 05 empates e 03 derrotas, marcando 31 gols e sofrendo 14 gerando assim um saldo de 17 negativo e assim conquistou o título do campeonato, conquistando assim o acesso para a elite estadual de 2006.

Com o lugar garantido entre os dez grandes de Pernambuco em 2006, o Estudantes resolveu investir pesado, montando uma equipe com folha salarial de R$ 70 mil, formada com alguns jogadores que, de alguma forma, tiveram destaque no futebol do Estado. Entre eles o vice-artilheiro do Estadual de 2003, Valdir Papel; os volantes Dário (um dos símbolos de raça do Sport dos anos 90), Djalma (ex-Sport e Santa Cruz, que fez fama pelas suas cobranças de faltas), além de Batata (eterna promessa do Santa Cruz) e ainda o lateral-direito Daniel (ex-Itacuruba, Náutico e Fortaleza).

O time fez uma campanha regular, tendo o jogador Valdir Papel como vice-artilheiro da competição com 09 gols. A competição foi marcada por uma briga judicial, onde o Estudantes chegou a perder 12 pontos por escalar o jogador Samuel nos jogos contra Sport e Serrano, logo recuperado pela quebra da liminar.

2006 - Pernambucano 1ª divisão
Estudantes - 18 jogos com 05 vitórias, 05 empates e 08 derrotas, marcando 24 gols e sofrendo 23 gerando assim um saldo de 01 positivo e a 07ª colocação geral de 10 participantes.

Time do Estudantes em 2006 - Foto: João Alfredo (Facebook)
No ano seguinte o Estudantes, alegando problemas financeiros, desistiu do campeonato sendo substituído pelo Belo Jardim Futebol Clube. Desde então o clube de Timbaúba se licenciou e não voltou aos gramados pelo velho problema financeiro que sempre o assolou.

Um clube que deixa muita saudade aos desportistas timbaubenses por suas glórias conquistadas no futebol pernambucano e brasileiro. O clube atualmente está fora de atividade, mas os timbaubenses sonham em um dia ver esse time voltar a jogar e com atletas da terra, feito em outrora.


Linha do Tempo dos escudos do clube



FONTES: Campeões do Futebol, Futebol Nacional, RSSSF Brasil, Acervo digital do Diário de Pernambuco dos anos 60, 70 e 80, Bola Na Área, Timbaúba Agora